top of page

A REVOLUÇÃO NA RECUPERAÇÃO MUSCULAR: DESCUBRA A EPE

Você que é atleta ou está sofrendo lesões  e dores crônicas, já imaginou se existisse uma técnica eficiente e minimamente invasiva que pudesse acelerar de forma significativa a Regeneração no seu tecido? 

Conheça então a revolucionária EPE - Eletrólise Percutânea Ecoguiada




EPE: A Jornada desde a Invenção até a Notoriedade

A técnica que tem se tornado cada vez mais popular entre os fisioterapeutas nos últimos anos surgiu em 1987, mas, ganhou notoriedade nos anos 2000 com Sanchez-Ibáñez na Espanha.



Esse método pouco invasivo consiste na aplicação de uma corrente elétrica galvânica contínua de intensidade baixa à alta na área lesionada, utilizando uma agulha de acupuntura guiada por ultrassom.

Intensidades podem variar entre 0.35 à 6 milliamperes, e, tempos entre 3 à 80 segundos.

Inicialmente aplicada em tendinopatias patelares crônicas, evoluiu rapidamente no tratamento de uma ampla gama de patologias, incluindo síndromes de dor e lesões em diversos músculos e tendões.


O Funcionamento da EPE: Entenda o Processo

Como diz o ditado, o que não me mata me fortalece, a técnica induz uma resposta inflamatória controlada para facilitar a fagocitose e a regeneração posterior do tecido afetado (hormese). É capaz de gerar:

  • Analgesia : rápido alívio e da dor

  • Adaptações musculares e neuroplásticas

  • Remodelamento do colágeno da matriz extracelular

  • Cicatrização

  • Melhora da mobilidade e amplitute do movimento.

Tudo isso ocorre devido a mecanismos bioquímicos como:


ATIVAÇÃO:

  • Proteínas induzindo apoptose (Citocromo C e Smac/Diablo)

  • Respostas angiogênicas (VEGF e VEGF-R1 e R2)

  • PPAR-gama

  • Ativação parassimpática

DIMINUIÇÃO:

Inflamação: IL-1, TNF e COX-2, pós reposta inflamatória inicial.


Indicações da EPE: Para Quem é Este Tratamento?

Basicamente, todas as tendinopatias crônicas e dores musculoesqueléticas podem ser beneficiadas, em diferentes regiões como:


  • Dores: Ombro, virilha, calcanhar

Cotovelo de tenista:  EPEcondilalgia lateral  
  • Joelho: tendinopatia patelar

  • Calcanhar: tendão de Aquiles

  • Cabeça/Pescoço: dor associada a chicotada, e, temporomandibular





EPE Sob o Microscópio: O Que a Ciência Diz?

[1] - REDUÇÃO DA DOR:

Nesta meta análise, observou-se grande efeito na redução da dor em mais que 2 pontos, e, mais de 90% dos ensaios clínicos relataram benefícios, sendo melhor a médio e longo prazo.


[2] - SÍNDROME DA DOR MIOFASCIAL

Neste ensaio clínico randomizado, duplo-cego, com 60 pacientes diagnosticados com síndrome da dor miofascial MPS, as técnicas de eletrolise percutânea com agulha (PNE) utilizadas em pontos gatilho (TrPs) reduziu de forma precoce e significativa a dor e melhorou a função nestes pacientes, procedimentos foram realizados 1 vez por semana por 3 semanas consecutivas.


[3] - TENDINOSE:

Em ratos com tendinose induzida por colagenase tipo I, A técnica EPE produziu aumento dos mecanismos moleculares anti-inflamatórios e angiogênicos na lesão.


[4] - TENDÃO DE AQUILES

A eletrólise percutânea pode ser realizada com segurança na interface tendão de Aquiles-gordura de Kager se guiada por ultrassom, nenhum caso de penetração do nervo sural foi observado quando realizada por um clínico experiente.


Efeitos Colaterais da EPE: O Que Você Precisa Saber

São raros, menores e transitórios, no entanto, podem ser observados:



  • Dor pós-eletrólise (30% dos pacientes), desaparece entre 12–36 horas

  • Raros: 2 Episódios vasovagais foram relatados, e, 1 caso de hematoma pós-eletrolise em um paciente





Como Iniciar seu Tratamento com EPE: Passos e Recomendações

Procure um profissional habilitado para realizar corretamente o protocolo, a frequência de tratamento é em média de 2x /semana, à, 1x a cada 2 semanas, podendo variar conforme critério médico.


O Dr. Sérgio Duarte é minha indicação de referência em São Paulo!







Potencializando os Efeitos da EPE: Tratamentos Sinérgicos

Técnicas que podem amplificar a eficiência do EPE e erradicar suas dores e lesões:


  • Ozônio

  • Células tronco

  • PRP

  • Exercícios

  • Terapia por ondas de choque

  • Estimulação elétrica nervosa transcutânea

  • Acupuntura

  • Peptídeos: BPC-157/ TB4



Participe do meu canal Informativo


Seja avisado direto no seu Whatsapp quando sair um conteúdo novo. Receba as novidades e inovações da área da saúde e performance física e mental.




Comments


Conheça os melhores suplementos para energia e perfomance cognitva. 

15.png
bottom of page